Tamanho do texto

Doutor Puglisi explica os cuidados necessários para manter a saúde bucal

A herpes labial é uma infecção viral e contagiosa nos lábios, na boca ou nas gengivas que é causada pelo vírus da herpes simples. A doença é caracterizada principalmente pelo surgimento de bolhas pequenas e doloridas. 

Leia também: Conhece a harmonização facial? Conheça todos os detalhes

Doutor Bruno Puglisi tira as suas dúvidas sobre a herpes labial
shutterstock
Doutor Bruno Puglisi tira as suas dúvidas sobre a herpes labial

Embora,a grande parte das pessoas sejam portadora do vírus, a doença pode não se manifestar em algumas delas. Quando a  herpes labial se manifesta, pode ocorrer episódios de pico da doença mais de uma vez ao ano.

Além das dores e da questão estética, as lesões podem atrapalhar ações simples do dia a dia. E são muitos os fatores que podem causar as crises de herpes labial; saiba quais são:

* Manter contato íntimo e compartilhar objetos com uma pessoa que tenha herpes labial

* Doenças que debilitam o sistema imunológico, tais como HIV/AIDS e câncer

* Exposição ao Sol

* Menstruação

* Estresse

* Outras infecções

Leia também: Doutor Bruno Puglisi tira as suas dúvidas sobre o dente do siso

Todas essas situações reduzem a imunidade da pessoa e resultam na lesão do vírus. "A herpes simples labial geralmente aparece quando há diminuição da imunidade local, quando por exemplo o portador do vírus expõe-se demasiadamente ao sol", explica o Doutor Bruno Puglisi. O melhor jeito é proteger sua pele e o organismo dessas possíveis alterações.

As pequenas bolhas surgem com ardência ou coceira no local e duram de uma a duas semanas de acordo com a presença da contaminação bacteriana. Além da baixa imunidade, a falta do tratamento adequado com antiviral tópico facilita a invasão de bactérias presentes na pele. Isso faz com que essas lesões se infeccionem, causando dor e inchaço local. O que você precisa é tratá-las o quanto antes. 

Leia também: Bruno Puglisi tira suas dúvidas sobre o implante dental

Para que as lesões curem mais depressa e seus efeitos sejam menos agressivos, Dr Bruno Puglisi indica o tratamento precoce da doença. "Geralmente a pessoa que tem herpes labial já apresentou o problema outras vezes, e sabe que se usar o medicamento tópico prescrito logo no início dos sintomas, terá um herpes bem menor e com menos consequências inflamatórias ou cicatrizes". Seja a manifestação do herpes primeira vez ou recidiva, não hesite em procurar um profissional para descobrir suas causas e, assim, encontrar o melhor tratamento para você.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.