Paciente
Reprodução
Paciente

Essa semana acompanhei uma pessoa muito especial em minha vida para uma cirurgia com uma internação hospitalar.

Isso me fez pensar nos cuidados que devemos ter em ajudar os pacientes em sua higiene bucal, já que alguns casos a mobilidade e movimentos se tornam complicados e com certeza todos pensam na saúde geral, mas não podemos esquecer de nossa boca que é a porta de entrada para contaminações para todo nosso corpo.

Dr Bruno Puglisi diz que diversos estudos mostram que pacientes internados tendem a apresentar uma higienização dos dentes deficiente. Ainda o problema se torna maior quando esse se encontra na UTI.

Pacientes que apresentam boa higiene oral e sem doenças bucais têm menos risco de contraírem infecções hospitalares, principalmente pneumonias. As bactérias presentes na boca, nos casos em que não há saúde bucal, são aspiradas e acabam indo parar na região pulmonar, o que causa pneumonia.

A atenção aos cuidados de higiene oral em ambientes hospitalares é recomendada não só para que se diminua a ocorrência de infecções como as pneumonias, mas também por que a redução de infecções permite que se diminua o tempo de internação dos pacientes em UTI e hospital, reduzindo os custos hospitalares por paciente e liberando mais leitos para que mais pessoas possam ser tratadas.

É aconselhado escovar os dentes depois de cada refeição e após utilizar remédios orais, como comprimidos ou xaropes, por exemplo, pois a comida e alguns medicamentos facilitam o desenvolvimento de bactérias na boca. No entanto, o mínimo recomendado consiste em escovar os dentes de manhã e à noite.

Pacientes acamados colocar toalha sobre o tórax, Promover escovação nos dentes e da língua com escova de dente ou espátula com gazes.

Existem protocolos para a equipe de enfermagem de higiene diário que deve ser feita uma limpeza e remoção do substratos com gaze seca, limpeza com água destilada e aplicação de enxaguante bucal antimicrobiano. Esses cuidados podem ser feitos pelos técnicos de enfermagem e enfermeiros.

E apesar de todo auxilio da equipe do hospital é muito importante o acompanhante ajuda-lo também nos cuidados e orientações de higiene orais ou até ele próprio fazer a escovação ,enxague com toda calma e cuidado.

Em caso de dentaduras deve-se retirá-la da boca da pessoa e lavá-la com uma escova de cerdas mais duras e pasta de dentes para retirar toda a sujeira. Depois deve-se passar a dentadura por água limpa e voltar a colocar na boca da pessoa.



Já para tratamentos mais complexos serão feitos pelo próprio dentista no hospital.

Como lição vale para o acompanhante sendo ele familiar ou não essas dicas para evitar tais complicações e o paciente ter uma alta hospitalar totalmente reestabelecida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários