Wilson Witzel governador do Rio de Janeiro
Carlos Magno
Decreto assinado pelo governador Wilson Witzel (PSC-RJ) prorroga medidas de isolamento social até o dia 20 de agosto no RJ

Um novo decreto publicado nesta quinta-feira (6) prorrogou as medidas de isolamento social em todo o Rio de Janeiro até o dia 20 deste mês. O documento foi publicado no Diário Oficial pelo Governo do Estado e especifica os parâmetros que deverão ser mantidos.


O documento foi assinado por Wilson Witzel (PSC-RJ) e evidencia que o prolongamento das medidas se dá pela necessidade de atualizar as normas de enfrentamento ao novo coronavírus (Sars-Cov-2). No Twitter, o governador informou a permanência da suspensão de atividades com público, aulas presenciais e permanências em praias. 

O texto do decreto tem como objetivo “resguardar o interesse da coletividade na prevenção do contágio e no combate da propagação da Covid-19” e por isso suspende eventos que possam gerar aglomerações de pessoas como: eventos esportivos, shows, festas e até mesmo passeatas.

Cinema, teatro e afins também continuam suspensos, no entanto, o decreto autoriza atividades culturais no modelo drive in que obedeçam o distanciamento social . Eventos esportivos de alto rendimento também são permitidos, desde que sem público.

Quanto a volta às aulas, na quarta (5) Witzel assinou outro decreto, em que determinava que o retorno presencial seria prorrogado até 20 de agosto . No novo documento, aulas práticas dos cursos da área de saúde em instituições privadas de ensino superior foram autorizadas.

Pontos turísticos, bares, restaurantes e lanchonetes podem funcionar com apenas 50% da capacidade e são orientados a fornecer condições de higiene das mãos e utilização de máscaras .

O documento estabelece que a decisão final sobre a operação em feiras livres cabe às prefeituras, mas legisla que as barracas em funcionamento devem manter distanciamento mínimo de um metro e que todos os feirantes devem oferecer álcool 70% aos consumidores.

Os responsáveis por templos e igrejas foram informados de que devem orientar seus fiéis a não frequentarem as celebrações caso apresentem sintomas de gripe. No mais, regras estabelecem manutenção de todas as áreas ventiladas, distanciamento social e higienização das mãos dos religiosos, que são obrigados a utilizar máscaras de proteção individual como medida de segurança.

Uso de máscara

Em locais públicos e em estabelecimentos privados que tenham autorização para funcionar o uso de máscaras segue obrigatório . Para profissionais de saúde que trabalham no enfrentamento direto da pandemia, o uso do modelo N95 segue prioritário.

    Veja Também

      Mostrar mais