Os investimentos para encarar a produção de doses em grande escala dependerão do sucesso dos testes clínicos
Foto: Agência O Globo
Os investimentos para encarar a produção de doses em grande escala dependerão do sucesso dos testes clínicos

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou nesta sexta-feira (4) que coordenará a compra e a distribuição de vacinas contra a Covid-19, e que quantidades "sem precedentes" poderão ser produzidas nos próximos dois anos.

Esta é a operação "mais rápida e de maior envergadura já realizada em matéria de aquisição e distribuição de vacinas" e faz parte do plano do mecanismo de acesso mundial às vacinas contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Segundo os prazos comunicados ao Unicef por 28 fabricantes com centros de distribuição em dez países, o período entre o desenvolvimento e a produção das vacinas poderá constituir "um dos avanços científicos e de fabricação mais rápidos da história".

A diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore, disse que esta é uma parceria completa entre governos, fabricantes e parceiros multilaterais para continuar a luta de alto risco contra a pandemia de Covid-19.

"Em nossa busca coletiva por uma vacina, o Unicef está aproveitando sua força sem igual no fornecimento de vacinas para garantir que todos os países tenham acesso seguro, rápido e equitativo às doses iniciais, quando disponíveis", destacou Henrietta Fore.

Os investimentos para encarar a produção de doses em grande escala dependerão do sucesso dos testes clínicos, da disponibilidade dos acordos de aquisição antecipados, da confirmação dos recursos e da melhora das vias de registro e regulação, de acordo com os fabricantes.

O Unicef também ajudará na obtenção de vacinas para 80 países de alta renda que expressaram a intenção de participar do Covax da Aliança das Vacinas, financiando as iniciativas com os próprios orçamentos públicos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários