Coveiro com roupa impermeável em cemitério Nossa Senhora Aparecida%2C em Manaus
Foto: Alex Pazuello/Prefeitura de Manaus
Coveiro com roupa impermeável em cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus

A Média móvel de óbitos por Covid-19 cai, mas Brasil ultrapassa 156 mil de mortes por doença. Nas últimas 24 horas, o País registrou mais 569 novas mortes causadas pelo novo coronavírus  (Sars-CoV-2), fazendo o total subir para 156.469. Já o número de contaminações chegou aos 5.352.935 milhões. Desse total, 29.305 infectados só de ontem para hoje.

Média móvel de óbitos ficou abaixo de 500, com 465, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 38.608 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 20.115 mortes, seguido por Ceará (9.244), Minas Gerais (8.686), Pernambuco (8.531).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (1.083.641), Bahia (342.526), Minas Gerais (345.188), Rio de Janeiro (296.165) e o Ceará (269.165).

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Desde o início da pandemia, mais de 41 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 1,1 milhão morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.

O Brasil segue como o terceiro país do mundo em número de casos de Covid-19 e o segundo em mortes, atrás apenas dos Estados Unidos.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários