UTI
Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro
Análise compara óbitos de todos os estados com dados de anos anteriores

Após o pico de mortalidade causado Covid-19, parte do Brasil voltou a registrar, nos últimos meses, um número geral de óbitos semelhante aos anos anteriores, sem pandemia. Em 15 estados, o total de mortes não ficou 10% acima do regitrado no mesmo mês do ano anterior, segundo análise do Globo.

Apesar da perspectiva otimista, especialistas alertam para a possibilidade de uma segunda onda da doneça no Brasil, que volte a elevar as taxas de mortalidade, como já ocorre na Europa - e pode ser acentuado pela falta de leitos de UTI no Brasil, que já desativa muitos de seus hospitais de campanha e suporte adicional de enfrentamento à pandemia. Para o estudo, o portal considerou os dados do Portal da Transparência do Registro Civil.

A queda é mais acentuada em estados do Norte e Nordeste, principalmente nos estados que sentiram maior impacto da doença no início de maio. Já São Paulo e Rio de Janeiro continuam com taxas elevadas de mortalidade pela doença, com mais de 12% de diferença em comparação ao ano de 2019.

    Veja Também

      Mostrar mais