A Sputnik V é vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Rússia
Foto: Divulgação/SputnikV
A Sputnik V é vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Rússia

O presidente argentino Alberto Fernández informou que o país comprará 25 milhões de doses da vacina Sputnik V  contra a Covid-19, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya da Rússia. A compra será feita entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

"Eles estariam em condições de nos dar 10 milhões de cada uma das duas doses que a vacina exige. Logo, podemos ter essas doses em dezembro aqui, e, nos primeiros dias de janeiro poderíamos ter, segundo me disseram, mais 15 milhões de doses", disse Fernández.

Ele explicou que a Federação Russa, através de seu Fundo Soberano, conversou há algumas semanas com o governo argentino para "saber se estávamos interessados em contar com uma determinada quantidade de doses da vacina que está em estágio avançado da fase 3".

Kirill Dmitriev, CEO do Fundo de Investimentos Diretos da Rússia, informou que "a Sputnik V da Argentina será produzida pelos parceiros do RDIF na Índia, Coreia, China e vários outros países que estão preparando a produção da vacina russa".

Além disso, junto com o México, a Argentina fez um acordo que produzirá milhões de doses da vacina desenvolvida pela  Universidade de Oxford com a farmacêutica britânica AstraZeneca para sua distribuição na América Latina, caso a fase 3 seja bem-sucedida.

    Veja Também

      Mostrar mais