medicamento
Getty Images
O objetivo inicial do remdesivir era tratar o ebola; mais tarde, porém, foi utilizado contra Covid-19

De acordo com uma das maiores entidades mundiais de médicos de tratamento intnsivo, a Sociedade Europeia de Medicina e Tratamento Intensivo (ESICM), o remdesivir não deve ser usado como tratamento de rotina para pacientes de Covid-19.

O medicamento, junto com o esteroide dexametasona, é um dos poucos medicamementos aautorizados para tratar pacientes com a infecção. Um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde, porém, já afirmou que o remdesivir tem pouco impacto no tratamento.

"O remdesivir agora está classificado como um remédio que não se deveria usar rotineiramente em pacientes de Covid-19", disse o presidente da Sociedade Europeia de Medicina de Tratamento Intensivo (ESICM), Jozef Kesecioglu, em uma entrevista à agência Reuters. Um estudo científico sobre o caso deve ser publicado em janeiro.

    Veja Também

      Mostrar mais