Vacina da Pfizer contra a covid-19 tem 95% de eficácia
Foto: Reprodução/Pfizer
Vacina da Pfizer contra a Covid-19 tem 95% de eficácia

A farmacêutica norte-americana Pfizer e o laboratório alemão BioNTech disseram nesta, quarta-feira (18), que fizeram uma proposta ao governo brasileiro para a comercialização da vacina BNT162b2 contra a Covid-19. As empresas publicaram hoje a conclusão dos testes e o imunizante tem 95% de eficácia.

"A Pfizer fez uma proposta ao governo brasileiro, em linha com os acordos que temos fechado em outros países – inclusive na América Latina, que permitiria vacinar alguns milhões de brasileiros no primeiro semestre, sujeita à aprovação regulatória", informou a empresa em nota.


A empresa disse ainda que "trabalhará em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para fornecer todos os dados necessários para avaliação" de segurança da vacina.

"A companhia elaborou um plano logístico detalhado com ferramentas para apoiar o transporte eficaz, armazenamento e monitoramento contínuo da temperatura da potencial vacina contra a Covid-19. Para isso, foi desenvolvida uma embalagem especial (em formato de caixa) com temperatura controlada, fácil de transportar e manipular, que utiliza gelo seco para manter a condição de armazenamento recomendada (...) por até 15 dias", disse a empresa.

O Ministério da Saúde informou na terça-feira (17) que recebeu executivos da Pfizer, mas não foram anunciadas compras do imunizante pelo governo brasileiro.

"O objetivo é conhecer os resultados dos testes em andamento e as condições de compra, logística e armazenamento oferecidas pelo laboratório. A aquisição dos imunizantes deve ocorrer à medida em que os ensaios clínicos apontarem a total eficácia e segurança dos insumos e o registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) for realizado" - Ministério da Saúde.

    Veja Também

      Mostrar mais