O relatório mostra que o índice está em 1,30. Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130 pessoas.
Foto: Pixabay
O relatório mostra que o índice está em 1,30. Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130 pessoas

A taxa de transmissão (Rt) do  novo coronavírus  (Sars-CoV-2) no Brasil é a maior desde maio, apontam dados do Imperial College de Londres, no Reino Unido. A nova atualização foi divulgada nesta terça-feira (24). De acordo com o relatório, o índice está em 1,30. 

Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130 pessoas. Ainda de acordo com o Imperial Collega, a margem de erro das estatísticas pode tornar a taxa maior (Rt de até 1,45) ou menor (Rt de 0,86). 

A última vez que a taxa de transmissão no Brasil esteve tão alta foi na semana de 24 de maio, quando atingiu 1,31. 

A taxa voltou a crescer após ficar abaixo de 1 por cinco semanas seguidas, entre o final de setembro e o final de outubro.

O "Rt" é o "ritmo de contágio" e traduz o potencial de propagação de um vírus: quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e a doença avança.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários