Vacinção
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
A coronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac, está entre as vacinas que passam pela última fase de testes

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), avalia a possibilidade de autorizar o uso emergencial de uma eventual vacina contra Covid-19. O modelo já é utilizado por outras agências regulatórias, como nos Estados Unidos e União Europeia.

A possibilidade foi revelada pela agência O Globo. Segundo o jornal, a ideia é permitir que a vacina seja aplicada em grupos prioritários enquanto os laboratórios aguardam a aprovação de registro no Brasil. A Anvisa, porém não se pronunciou diretamente sobre o assunto.

Atualmente, quatro vacinas passam pela fase final de testagem no Brasil, desenvolvidas pelas empresas: AstraZeneca/Oxford, que conta com a parceria da Fiocruz no Brasil; Pfizer; Johnson & Johnson e CoronaVac, que será produzida em São Paulo pelo Insituto Butantan.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários