Vacina Coronavac%2C desenvolvida pela China%2C contra a Covid-19
Fotoarena / Agência O Globo
Vacina Coronavac, desenvolvida pela China, contra a Covid-19

Nesta sexta-feira (4), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encerrou o processo de inspeção presencial na China, na empresa Sinovac Life Sciences Co, fabricante dos insumos utilizados pelo Instituto Butantan  na produção da vacina  CoronaVac.  

A atividade, que visa verificar as Boas Práticas de Fabricação da referida empresa, foi finalizada por volta das 7h de hoje (horário de Brasília), ou seja, às 18h em Pequim.    



"É importante esclarecer que a conclusão do processo ocorrerá com a emissão do Relatório de Inspeção pela equipe de inspetores designados pela Anvisa, após a apresentação de informações adicionais decorrentes da inspeção a serem enviadas pelo Instituto Butantan", diz nota enviada pela Agência.

A previsão é de que a  Certificação em Boas Práticas de Fabricação  seja concedida entre a última semana de dezembro e a primeira semana de janeiro.   
De acordo com a Anvisa, na próxima semana (7 a 11/12), a equipe de inspetores irá realizar o processo de inspeção na Wuxi Biologics Co. (produtora dos insumos utilizados pela Fiocruz Bio-Manguinhos na produção da vacina da AstraZeneca).       

O cronograma inclui, a cada dia, a verificação de diferentes requisitos técnicos para que a Anvisa possa avaliar se a fabricação da vacina transcorre de acordo com as normas da Agência relativas às Boas Práticas de Fabricação, que são equivalentes aos regulamentos utilizados pelas principais agências sanitárias internacionais.       

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários