Hospital de Campanha do Ibirapuera
Divulgação/Estado de São Paulo
Hospital de Campanha do Ibirapuera

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, voltou a enfatizar que a capital não pretende reabrir os hospitais de campanha dedicados ao tratamento dos pacientes com Covid-19. A declaração foi feita nesta quarta-feira (6) em entrevista à CNN.

"Nós não vamos abrir novamente os hospitais de campanha. Eles tiveram papel muito importante no início da pandemia, foram 12 mil pessoas salvas no Pacaembu e no Anhembi. Naquele momento, não tínhamos esses oito hospitais novos que a prefeitura abriu e, agora, temos uma estrutura muito maior, que é definitiva e fica mais fácil para a gente criar e instalar novos leitos nesses prédios", disse o secretário.

O estado de São Paulo registra, desde dezembro, uma nova pressão no sistema de saúde, com hospitais que já chegaram a atingir 100% de ocupação nos leitos dedicados à Covid-19. Na manhã desta quarta-feira (6), o governador João Doria chegou afirmar que São Paulo vive a segunda onda da doença .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários