Marcos Pontes
Foto: Alan Santos/PR
Marcos Pontes realizou, em outubro, solenidade para anunciar resultados de estudos

O Ministério da Saúde não incorporou o vermífugo nitazoxanida (conhecido comercialmente como Annita) aos protocolos de tratamento contra a Covid-19. Em outubro, porém, o medicamento foi anunciado pelo próprio governo com um potencial "salvador de vidas".

R$ 5 milhões foram investidos pelo governo na pesquisa sobre o medicamentos. Após conclusão da pesquisa, uma solenidade foi feita no Palácio do Planalto para anunciar os resultados, que não traziam númros detalhados sobre a eficácia do medicamento.

Na ocasião, o ministro da Ciência, Tecnologia e Informação, Marcos Pontes, disse que o remédio "reduz o contágio entre as pessoas, diminui a probabilidade de agravamento de sintomas”. Após um pedido de informações da Câmara dos Deputados, porém, o Ministério da Saúde afirmou que não pretende distrbuir o vermífugo na rede pública.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários