.
Divulgação/Sputnik Vaccine
A Sputnik V apresentou 91,4% de eficácia contra a Covid-19 na última etapa de testes, de acordo com a Rússia


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve receber, ainda nesta semana, o pedido de uso emergencial da vacina russa Sputnik V contra a Covid-19 . O anúncio foi feito pela farmacêutica União Química e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) nesta quarta-feira (13).

Mas para o uso ser autorizado, porém, é necessário que os testes estejam na fase 3 no Brasil, ou seja, aqueles realizados em humanos. O pedido já foi feito à Anvisa no fim de dezembro, mas ainda não foi liberado. 

Segundo a farmacêutica União Química e o RDIF, um acordo foi feito para enviar  10 milhões de doses da vacina ao país até março, com a primeira entrega prevista para janeiro.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários