A vacina de Oxford, criada em parceira com a AstraZeneca, será importada da Índia
EPA/BBC
A vacina de Oxford, criada em parceira com a AstraZeneca, será importada da Índia

O Secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Chaves, afirmou que o estado não deve guardar metade dos imunizantes para garantir a segunda aplicação da vacina Oxford/AstraZeneca, cujas doses chegam ao estado na madrugada desta sábado (23).

Segundo o secretário, em entrevista ao portal G1, a pasta se ancora nos estudos que afirmam o intervalo mínimo de 12 semanas entre a primeira e segunda aplicação. Nesse período, afirma Chaves, a vacina já será produzida no Brasil.

O lote de 180 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca foi importado da Índia e visa adiantar a vacinação de profissionais de saúde e grupos de risco do estado. De acordo com os testes clínicos, a primeira dose da vacina garante eficácia de cerca de 73%. O percentual aumenta para 82% após a segunda dose.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários