Olhar Digital

Por se tratar de um estudo que ainda está em fase inicial, ainda não é possível afirmar que o consumo de vinho ajuda a combater a covid-19
Foto: shutterstock
Por se tratar de um estudo que ainda está em fase inicial, ainda não é possível afirmar que o consumo de vinho ajuda a combater a covid-19

O ácido tânico, também chamado de tanino, presente em vinhos, pode auxiliar na redução de infecções por Covid-19. É o que sugere um estudo realizado por pesquisadores da China Medical University, de Taiwan, e publicado em dezembro de 2020 no American Journal of Cancer Research .

De acordo com a conclusão da pesquisa, o composto possui propriedades inibidoras duplas, o que possibilita o bloqueio de serinas proteases virais e celulares, que são críticas para infecções virais, como a realizada pelo Sars-Cov-2, responsável pela Covid-19.

Esta capacidade de inibição da atividade enzimática do novo coronavírus foi verificada em seis compostos naturais. O ácido tânico, em particular, mostrou nas fases iniciais uma capacidade de diminuir em até 90% essa atividade, controlando e diminuindo a carga viral recebida pelos infectados. 

Resultados ainda são preliminares

Por se tratar de um estudo que ainda está em fase inicial, ainda não é possível afirmar que o consumo de vinho  ajuda a combater a covid-19. Por enquanto, só é possível dizer que o ácido tânico pode ter um efeito sobre o Sars-Cov-2, entretanto, os cientistas ainda devem conduzir novos estudos para descobrir se outros alimentos com a presença deste composto, como caqui e romã, demonstram resultados parecidos. 

No momento, as pesquisas ainda são in vitro, com ambiente extremamente controlado, e apenas os princípios ativos, sejam dos vírus, sejam dos compostos, são colocados em contato. Para melhores resultados, serão necessárias outras fases, como testes em animais e, posteriormente, em humanos. 

Você viu?

Outras substâncias parecidas com o ácido tânico, como catequina, kaempferol, quercetina, proantocianidina e resveratrol já foram utilizadas para a supressão de outros tipos de vírus da família do novo coronavírus. Porém, não apresentaram respostas significativas contra o Sars-Cov-2. 

Via: CNN Brasil

    Leia tudo sobre: Notícias

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários