A previsão é que as 8,6 milhões de novas doses comecem a ser liberadas para imunização dos brasileiros a partir de 23 de fevereiro
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
A previsão é que as 8,6 milhões de novas doses comecem a ser liberadas para imunização dos brasileiros a partir de 23 de fevereiro

O Instituto Butantan começou a produção de 8,6 milhões de novas doses da vacina contra o novo coronavírus, a partir dos insumos que chegaram da China na noite de quarta-feira (3).

O processo de envase no complexo fabril do instituto foi iniciado na manhã deste sábado (6). Os 5.400 litros de matéria-prima passarão por envase, rotulagem, embalagem e rigoroso processo de inspeção para controle da qualidade das ampolas.

A previsão é que as 8,6 milhões de novas doses comecem a ser liberadas para imunização dos brasileiros a partir de 23 de fevereiro.

Na próxima quarta-feira (10), o Butantan deverá receber mais 5.6 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) da parceira Sinovac, correspondentes a mais 8,7 milhões de doses. Além disso, estão em fase de negociação a liberação de outros 8 mil litros de matéria-prima pela farmacêutica chinesa.

Até 31 de janeiro, conforme cronograma estabelecido com o contrato com o Ministério da Saúde, foram entregues 8,7 milhões de vacinas do Butantan para imunização dos brasileiros, das quais 6 milhões foram enviadas em 17 de janeiro, 900 mil, no dia 22, e 1,8 milhão no dia 29.



Nesta sexta-feira (5) foram liberadas mais 1,8 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, totalizando 9,8 milhões já entregues pelo governo de São Paulo ao país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários