Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde do estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde do estado de São Paulo

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, comentou nesta segunda-feira (8) a possibilidade de medidas adicionais ao plano São Paulo para evitar aglomerações durante a data em que, normalmnte, haveria o feriado de carnaval. De acordo com o secretário, a condução das normas depende do índice de casos, mortes e internações no momento imediatamente anterior ao período carnavalesco.

"A gente pretende avaliar os índices e se, em algum momento precisar fazer algum incremento, será feito", afirmou. Questionado pelo iG sobre a possibilidade de ações semelhantes às que foram adotadas no Natal e Réveillon - quando o estado foi inserido na fase vermelha nos dias de festas - Gorinchteyn disse que "Nesse momento os números não necessitam dessas medidas adicionais, mas a gente ainda está no início da semana. Vamos avaliar atentamente".

Atualmente as regiões do estado de São Paulo se dividem entre as fases vermelha, laranja e amarela do plano São Paulo. A região metropolitana da capital, na fase amarela, permite o funcionamento de estabelecimentos como bares, restaurantes e shopping em horário reduzido e com restrição de público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários