Laboratóros em Wuhan também foram investigados pela OMS
John Sudworth - BBC News, Yunnan, China
Laboratóros em Wuhan também foram investigados pela OMS

A Organização Mundial de Saúde, que participou de uma missão conjunta com o governo Chinês para investigar a origem do novo coronavírus, anunicou nesta terça-feira (9), em entrevista coletiva, que não existem evidências sobre o surgimento da Covid-19 no mercado de animais de Wuhan. A teoria foi uma das mais divulgadas inicialmente, atribuindo a mutação do vírus à ingestão de morcegos.

Além disso, a agência afirma que que não detectou sinais de circulação do vírus na cidade chinesa antes do momento em que foi notificado, em dezembro de 2019. Há uma forte possibilidade, porém, de que o vírus já estivesse circulando sem chamar atenção em outras regiões do mundo.

Também foi dito, pela OMS, que a possibilidade da origem do vírus a partir de um acidente em laboratório chinês seria "extremamente improvável". Os pesquisadores, porém, destacam que não há ainda evidências concretas sobre como o vírus foi introduzido à cidade, sendo a origem zoonótica - por meio de animais - a mais aceita até o momento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários