Jovens que não pertencem ao grupo prioritário receberam primeira dose da vacina
shutterstock
Jovens que não pertencem ao grupo prioritário receberam primeira dose da vacina

Enteados de um dos diretores do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, no Rio de Janeiro, foram vacinados com a primeira dose da vacina contra Covid-19. Com idades de 16 e 20 anos, os jovens não pertencem a nenhum grupo prioritária para vacinação. A fraude foi descoverta pela "operaçao fura-filas", do Departamento de Combate à Corrupção.

"Na casa dos jovens foi apreendido o cartão de vacinação que demonstra que eles tomaram a primeira dose", disse o delegado Thales Nogueira ao portal G1, sobre o mandado de busca e apreensão contra os reponsáveis pelos jovens. A investigação partiu de uma denúncia do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RJ).

Caso confirmada a fraude, os responsáveis e o suspeito menor de idade, além dos enfermeiros que participaram da vacinação irregular poderão ser penalizados com pagamento de multa. O caso é apurado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. A secretaria municipal de saúde ainda não se manifestou sobre o caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários