Secretarias estaduais de saúde atualizam boletim de casos e mortes por Covid-19
Sandro Pereira/Fotoarena/Agência O Globo
Secretarias estaduais de saúde atualizam boletim de casos e mortes por Covid-19

Um ano após a primeira confirmação de Covid-19 no Brasil, o país registra o pior momento da pandemia. De acordo com as notificações do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde, há três dias consecutivos a média de mortes causadas pela doença bate recordes como o índice mais alto da história. Apenas nesta sexta-feira (26), 1.337 vidas perdidas foram registradas.

Há 35 dias seguidos, o país registra mais de mil mortes por dia. Os índices elevam a média de mortes, que indica 1.153 mortes por dia durante a semana. O número supera o recorde atingido ontem (26), quando a média apontava 1.124 vidas perdidas por dia ao longo da semana - a mais alta da história até então.

Desde o início da pandemia, 252.835 mortes foram tiveram a causa confirmada para a doença. Além disso, 10.455.630 diagnósticos de Covid-19 foram notificados, dos quais 65.169 foram adicionados nas últimas 24 horas. A média móvel de casos, que representa o avanço da pandemia no país, cresce desde o dia 19 de fevereiro e atinge agora a marca de 53.422 novos infectados por dia durante a semana.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários