Bolsonaro volta a criticar medidas de isolamento social
Reprodução: iG Minas Gerais
Bolsonaro volta a criticar medidas de isolamento social

Com a legenda "o povo quer trabalhar", o presidente Jair Bolsonaro compartilhou, neste domingo (28), um vídeo no qual um grupo de funcionários protesta contra as medidas de lockdown adotadas em alguns estados para conter a pandemia da Covid-19. Com média móvel de 1.178 mortes por dia causadas pela doença, o Brasil vive agora o pior momento da pandemia.

Em outra postagem, publicada às 9h20 desta manhã, Bolsonaro volta a criticar o fechamento do comércio e compartilha uma notícia de 2015 sobre falta de leitos de UTI. "A saúde no Brasil sempre teve seus problemas", diz. "Ao fechar o comércio e novamente obrigar a ficar em casa, vem o desemprego em massa", argumenta o presidente.

No vídeo, gravado por uma empresária no Distrito Federal, a cinegrafista amadora pede que o governador Ibaneis Rocha (MDB) não feche tudo no momento em que o negócio está "alavancando novamente" e diz falar "em nome dos funcionários e da empresa". Ela ainda diz cumprir todos os protocolos exigidos. Nas imagens, é possível ver um grupo de pessoas uniformizadas e aglomeradas.

Os serviços não essenciais estão fechados no Distrito Federal desde a meia noite do sábado (27). A decisão foi motivada pelo índice de 98% de ocopação dos leitos de UTI. Na sexta-feira (26), apenas um leito para tratamento de pacientes adultos em estado grave estava disponível.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários