Foto: Getty Images
"O uso de dados de forma descontextualizada ou sem a interpretação técnica necessária pode levar a conclusões falsas", diz Anvisa

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) classificou como "falsa" uma mensagem viral que circula pelas redes sociais sobre seis óbitos decorrentes das vacinas registradas no Brasil em apenas 24 horas. 

Por meio de nota, a agência informou que o texto não é verdadeiro e esclareceu que os dados públicos não indicam qualquer relação com eventos adversos graves.

"Até o momento, não há nenhum caso de óbito conhecido que tenha relação estabelecida com o uso das vacinas para Covid-19 autorizadas no país. As vacinas em uso no país são consideradas seguras. Não houve alteração na relação de risco e benefício deste produto. Já é esperado que pessoas venham a óbito por outros motivos de saúde e mesmo por causas naturais, tendo em vista a taxa de mortalidade já conhecida para cada faixa etária da população brasileira", esclareceu a agência.

A nota da Anvisa diz ainda que "as notificações sobre vacinas e medicamentos são enviadas à Anvisa principalmente por profissionais e serviços de saúde, além dos próprios fabricantes que são obrigados a comunicar os eventos suspeitos e que possam ser graves".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários