Jean Gorinchteyn, secretário da Saúde do governo de São Paulo
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
Jean Gorinchteyn, secretário da Saúde do governo de São Paulo

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, admitiu nesta sexta-feira (19) que o estado pode chegar a 800 mortes diárias por Covid-19.

"Essa projeção é possível, uma vez que por mais que nós estejamos aumentando o número de leitos, assistência a vida, se não houver o apoio das pessoas no sentido de evitar a sua circulação, e essa fase emergencial visa exatamente diminuir a mobilidade das pessoas, é óbvio que junto com as pessoas que circulam, circulam com elas os vírus. E dessa forma mais pessoas doente que acabam indo de forma grave para as unidades de saúde. Importante lembrar que é uma doença grave, 40% dessas pessoas infelizmente morrem nas unidades de terapia intensiva", afirmou o secretário.

Taxa de ocupação em leitos de UTI ultrapassou 90% no estado

O estado atingiu, nesta sexta-feira, a taxa de 90,6% de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), com 11.410 pacientes internados com Covid-19,  informou o governo estadual durante coletiva de imprensa. Na Grande São Paulo, a taxa de ocupação de UTI é ainda mais preocupante, com 91%.

Ainda de acordo com os dados da Secretaria de Saúde, ao todo, no estado, 15.531 pessoas estão internadas em leitos de enfermaria em decorrência da doença.

Em números gerais, o estado de São Paulo já registrou 2.280.033 casos de Covid-19, com 66.798 mortes causadas pela doença. Os números nacionais apontam que o Brasil tem 11.780.820 casos e 287.499 mortes causadas pela pandemia de Covid-19.



Na última terça-feira, o estado de São Paulo registrou 679 novas mortes provocadas pela doença, o recorde em 24 horas desde o início da pandemia. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários