Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus
Sandro Pereira/Fotoarena/Agência O Globo
Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus

 O Brasil registrou 69.381 casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) em apenas 24 horas, nesta terça-feira (20), e ultrapassou os 14 milhões de infecções pela doença, chegando ao total acumulado de 14.043.076. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Ainda de acordo com o Conass, o país somou 3.321 novos óbitos por Covid-19 em um dia e chegou a 378.003 vidas perdidas desde o início da pandemia. 

Já são 90 dias seguidos no Brasil com a média móvel de mortes acima da marca de mil e 35 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia. 

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Você viu?

Mais de 140 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 3 milhões morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins. 

Segundo o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Ghebreyesus, o mundo registrou 5,2 milhões de novos casos da doença na última semana - a pior desde o início da pandemia.

Nas últimas duas semanas, o Brasil ultrapassou Estados Unidos , México e Peru e se tornou o país com mais mortes causadas pela Covid-19 por milhão de habitantes no continente americano. Os dados são do site "Our World in Data".

No ranking, o Brasil tem atualmente 1.756 óbitos por milhão de habitantes e ultrapassou o México no dia 7 de abril, o Peru no dia 13 e os EUA no dia 14.

(Sob supervisão de Valeska Amorim)


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários