Edson Aparecido
Foto: Reprodução/Prefeitura de SP
Edson Aparecido

A Prefeitura de São Paulo autorizou a compra de medicamentos do kit intubação e já se prepara para uma possível terceira onda  da Covid-19 ainda este ano. Em entrevista à CNN Brasil, o secretário de Saúde, Edson Aparecido (PSDB) também sinalizou o interesse do município em adquirir doses da vacina da Johnson & Johnson, de Cuba, da Pfizer e da AstraZeneca. 

Edson Aparecido explicou que organizações sociais que administram hospitais e unidades de saúde já possuem autorização para importarem o kit intubação, com os medicamentos que permitem a intubação de pacientes com a Covid-19. A explosão de internações em março e abril praticamente esgotou os estoques de medicamentos como bloqueadores musculares e sedativos.

O secretário afirmou ainda que a equipe de saúde da prefeitura calcula que a terceira onda da Covid-19 pode começar a ganhar impulso já no próximo mês.

"No ano passado e no início desse ano, nós vimos como foi a pandemia nos países que foram acometidos pela doença primeiramente, na Ásia, Europa e nos Estados Unidos, e vivem a terceira onda. É possível que a gente venha a enfrentar essa nova onda no início do segundo semestre e por isso o município adquiriu 19 usinas de oxigênio, autorizamos a importação do kit intubação e estamos nos preparando para problemas que possamos ter lá na frente. É fundamental que o sistema de saúde esteja preparado. A pandemia continua assolando o país, com o número de casos e internações crescentes", esclareceu Edson Aparecido. 


Você viu?

Compra de vacinas pela prefeitura de São Paulo

O secretário confirmou o interesse pela vacina cubana manifestado pela secretária de Relações Internacionais da Prefeitura, Marta Suplicy, em contato com representantes do Consulado de Cuba no Brasil. Produzida pelo Centro Nacional de Biopreparações (BioCen), do grupo estatal BioCubaFarma, a Soberana é uma série de três tipos de vacinas — Soberana 1, Soberana 2 e Soberana Plus.

"Evidentemente, nós temos que aguardar o processo de aprovação. Mas o que nós estamos fazendo é discutir com vários laboratórios uma eventual compra de vacina. São ainda conversas preliminares, mas que a gente tem feito e no momento que for possível, a cidade já vai ter negociações avançadas", explicou Edson.

Ele confirmou ainda que a cidade enviou cartas de intenção para comprar outros imunizantes. "Nós já fizemos cartas de intenção para a compra da vacina Janssen, também com o laboratório da AstraZeneca e com a Pfizer. Foram três cartas de intenção que o município já concretamente se manifestou. Estamos aguardando a resposta desses laboratórios", acrescentou o secretário de Saúde. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários