Corpos de possíveis vítimas da Covid-19 aparecem às margens do Ganges, na Índia
Foto: Gargi Rawat/ Twitter
Corpos de possíveis vítimas da Covid-19 aparecem às margens do Ganges, na Índia

Dezenas de corpos de possíveis vítimas da Covid-19 apareceram às margens do rio Ganges, no norte da Índia, disseram as autoridades nesta segunda-feira (10). Conforme a pandemia se espallha pelo interior do país asiático, muitos hospitais, cemitérios e crematórios estão sobrecarregados. 

No sábado, a Índia registrou novo recorde de mortes pela doença em 24 horas. Foram 4.187 óbitos, totalizando 238 mil mortes acumuladas. O país, com 1,3 bilhão de habitantes, já registrou quase 22 milhões de casos da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.

Em entrevista à AFP, o oficial local Ashok Kumar disse que cerca de 40 cadáveres foram encontrados no distrito de Buxar, perto da fronteira entre Bihar e Uttar Pradesh, dois dos estados mais pobres da Índia. "Instruímos as autoridades competentes a se desfazerem de todos os corpos, para enterrá-los ou cremá-los", disse Kumar.

Mas, a imprensa local calcula que o número de cadáveres pode chegar a 100. Ainda de acordo com as autoridades de saúde, alguns dos corpos estavam inchados, parcialmente queimados e poderiam estar no rio por vários dias.

Moradores disseram à AFP que acreditavam que os corpos haviam sido jogados no rio porque os locais de cremação estavam sobrecarregados ou porque parentes não podiam comprar lenha conseguir cremá-los.

"Na segunda onda da pandemia, pessoas morreram em grande número nas aldeias e as pessoas por medo, não estão ajudando umas as outras. Nesse cenário, eles estão jogando seus mortos nos rios", disse o morador Dinesh Nigam ao Hindustan Times jornal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários