Vacina contra Covid-19 feita a partir do tabaco apresenta resultados positivos
Foto: Thinkstock/Getty Images
Vacina contra Covid-19 feita a partir do tabaco apresenta resultados positivos

Um novo imunizante contra a Covid-19, desenvolvida a partir do tabaco selvagem (Nicotiana benthamiana), apresentou resultados positivos. O estudo clínico de fase 1 foi publicado terça-feira (18) na revista científica Nature Medicine.

A vacina "CoVLP" é produzida pela farmacêutica canadense Medicago R&D Inc em parceria com a GlaxoSmithKline (GSK). De acordo com os pesquisadores, o imunizante provocou uma resposta imune robusta no teste feito com 180 voluntários.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a realização do ensaio clínico de fase 3 desse imunizante. Segundo a agência, o estudo aprovado para ser feito no país é de fase 2/3, randomizado, cego e controlado por placebo. Vai avaliar a segurança, eficácia e imunogenicidade da vacina em adultos com 18 anos ou mais.

O ensaio clínico é composto por três estágios e o Brasil participará do estágio 3, que corresponde à fase 2/3 do estudo. No Brasil, devem ser incluídos 3,5 mil voluntários na porção 3 do estudo de fase 2/3. A fase 1 e 2 do estudo está em andamento no Canadá e Estados Unidos.

"Várias vacinas contra a covid-19 já foram aprovadas, mas nenhuma pode ser produzida em quantidades suficientes para atender à necessidade global com a rapidez de que precisamos. Por isso, diferentes opções serão necessárias para atender toda a população", afirmaram os autores do estudo, liderado por Brian Ward, pesquisador da Universidade McGill, no Canadá, e membro da empresa farmacêutica Medicago.

Ele acrescentam ainda que um dos diferenciais da CoVLP é o fato de ela ser produzida em larga escala. O imunizante utiliza um pedaço genético do novo coronavírus, a proteína spike, responsável pela replicação do patógeno no organismo humano. Esse fragmento do Sars-CoV-2 é misturado a substâncias da planta Nicotiana benthamiana, que é rica em nicotina e em outros alcaloides não agressivos ao organismo humano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários