Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
Reprodução
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira, 05, que o parecer pedido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para  liberar o uso de máscaras em pessoas já vacinadas contra Covid-19 ainda está sendo estudado e que "não há pressa" para a implementação da medida. Para ele, a ação deverá ser baseada na ciência.

"Primeiro é necessário fazer um estudo científico. Depois que vem o estudo, o parecer é emitido. Não há pressa para se fazer isso. Isso tem que ser feito com base na ciência, né, o que temos defendido de forma reiterada. O Departamento de Ciência e Tecnologia, da Secretária de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos tá trabalhando com essa solicitação que foi feita pelo presidente da República", disse Queiroga.

A declaração foi feita em visita ao Hospital Regional do Guará, no Distrito Federal, onde Queiroga vacinou autoridades, como o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes; o ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça; e o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Jorge Oliveira.

- Com informações do G1.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários