Registro de um leito para paciente Covid-19 em São Paulo
GOVSP
Registro de um leito para paciente Covid-19 em São Paulo


A rede pública de saúde de Belo Horizonte, em Minas Gerais, ficou sem leitos de enfermaria para pacientes com infecções respiratórias. A capital informou na segunda-feira (3) que a ocupação de leitos está em 107,3%.


Os leitos em questão são originalmente dedicados a pacientes com Covid-19, porém, no atual contexto , também abrigam indivíduos com suspeita de influenza. Essa taxa, como explicou a Secretaria Municipal de Saúde, não significa fila. 


"Estes pacientes além dos 100% estão internados nos hospitais utilizando todos os recursos que um paciente com esse perfil necessita, como insumos e equipamentos", disse a pasta, segundo a Folha de S. Paulo.

Leia Também


De acordo com a publicação, a capital mineira tem registrado alta também no número de internações para tratamento da Covid-19 em UTIs. No caso desses leitos, a ocupação chegou a 78,8% nesta terça (4).


Para o infectologista e professor da Faculdade de Medicina da UFMG, Unaí Tupinambás, esse crescimento se deve às festas e viagens de fim de ano. Ele diz que o cenário para as próximas semanas é de preocupação diante da variante ômicron, em circulação no Brasil e com alto potencial de transmissão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários