Tamanho do texto

Cirurgia principal durou mais de 50 horas, e história foi revelada pela Mayo Clinic, centro médico responsável pelo procedimento, nesta sexta-feira (17)

Logo após ver seu novo rosto pela primeira vez, Andy afirmou que o resultado foi muito além das expectativas
Mayo Clinic/ Divulgação
Logo após ver seu novo rosto pela primeira vez, Andy afirmou que o resultado foi muito além das expectativas

Desenvolver depressão. Perder todo o sentido da vida. Querer tirar a própria vida. O americano Andy Sandness passou por todos esses estágios até chegar a uma tentativa frustrada de suicídio. Ele atirou no próprio rosto, mas não morreu. Na mesma hora, se arrependeu de tudo o que fez.

LEIA MAIS: Menina nasce com órgãos para fora do corpo, que são protegidos por saco plástico

“Lembro-me de estar andando, olhar para a arma mais um vez e pensar: ‘dane-se, aperte o gatilho’”, afirmou Andy, hoje com 32 anos. Indo contra todas as expectativas, esta história conseguiu um capítulo feliz e que vai mudar mais uma vez a vida do americano: um transplante de rosto .

Tentativa de suicídio fez com que Andy perdesse os dentes, o nariz e a maior parte da mandíbula
Mayo Clinic/ Divulgação
Tentativa de suicídio fez com que Andy perdesse os dentes, o nariz e a maior parte da mandíbula

Foram mais de 50 horas de cirurgia e quase 50 profissionais da saúde, incluindo nove cirurgiões, para dar a chance de Andy voltar a respirar e comer sem dificuldades, além de voltar a ter uma vida normal.  O caso foi revelado pela Mayo Clinic, centro médico responsável pelo procedimento, nesta sexta-feira (17).

O transplante facial, primeiro realizado na Mayo Clinic, ocorreu em junho do ano passado. De acordo com os médicos que coordenaram o procedimento, são necessárias diversas cirurgias pré-operatórias para realização do transplante. É necessário também tomar muito cuidado para preservar os nervos faciais, tanto de Andy quanto do doador. São eles que possibilitam os movimentos do rosto.

LEIA MAIS: Tumor no cérebro de menina surpreende ao encolher mesmo sem quimioterapia

A primeira vez que Andy se viu após a cirurgia, afirmou, escrevendo em um bloquinho de notas, que o resultado estava acima de todas as suas expectativas. Meses depois, ele ainda passou por mais uma cirurgia reparadora. Hoje, o americano tem a chance de voltar a se socializar normalmente e, quem sabe um dia, formar uma família – um desejo que tem.

Sem parte do rosto

Ao longo dos últimos dez anos, Andy viveu sem parte do rosto. A bala que recebeu na face quando tinha 21 anos fez com que perdesse todos os dentes, o nariz e a maior parte da mandíbula.

“Fui idiota. Tomei uma decisão errada e vou pagar por isso pelo resta da minha avida”, afirmou o americano. Depois da tentativa de suicídio, ele focou no trabalho, onde os colegas não o viam de forma diferente.

LEIA MAIS: Após ter 90% do corpo queimado, jovem pede para que sua foto seja divulgada

Interações sociais, entretanto, se tornaram um desafio. “As pessoas me olham e dizem: ‘Ele tem um nariz falso! O que será que aconteceu com ele?”, contou quando ainda não tinha passado pelo transplante rosto. Agora, ele poderá retomar tudo o que quase deixou para trás há dez anos.