Tamanho do texto

Beber água? Chupar gelo? Tomar algum remédio? Veja o que pode ajudar na recuperação dos tecidos da língua e céu da boca em casos de queimadura

Queimar a língua pode fazer você sentir dor, queimação, inchaço e até fazer a língua mudar de cor
Thinkstock/Getty Images
Queimar a língua pode fazer você sentir dor, queimação, inchaço e até fazer a língua mudar de cor

Quem nunca ficou com aquela sensação de dormência depois de ter, acidentalmente, colocado na boca uma comida ou bebida muito quente que atire a primeira pedra. Queimar a língua é, para alguns, o mesmo que viver em um pesadelo doloroso e que pode durar alguns dias.

Leia também: Bebê nasce com 'língua gigante' e quase morre sufocado na Índia

Além da dor, os sintomas variam entre queimação, vermelhidão, aumento da sensibilidade, inchaço e, até mesmo, descoloração da língua.  Apesar de, na maioria das vezes, o incômodo melhorar sem ajuda medicinal, existem algumas dicas que podem a acelerar a recuperação quando você queimar a língua .

O dentista do Astor Smile Dental na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, Dr. Eunjung Jo, que já tratou de inúmeros casos de queimaduras na boca de primeiro grau conta como agir para aliviar os sintomas e evitar que o problema se agrave.

Ele explica que queimar a língua é mais simples e cura mais rápido do que quando o problema é no céu da boca -  ou palato, como também é chamado - uma vez que a língua possui maior quantidade de vasos sanguíneos, explica ele.

Segundo o especialista, a dor nessa região pode ser muito mais intensa, pois a pele é mais sensível do que em outras partes do corpo e não há gordura entre a pele e os ossos. É por isso que os sintomas costumam durar, geralmente, entre dois e três dias.

Nesse período, veja o que pode ser feito para evitar que a dor demore mais do que o necessário para passar:

1. Dieta suave

"Tente manter uma dieta suave, nada que piore a queimação ", sugere Dr. Jo. Isso significa banir as comidas mais ásperas e crocantes. Coma o que for macio.

O médico recomenda iogurte e sushi. "São alimentos moles, eles não irão irritar o palato ou a língua", explica.

Leia também: Conheça 10 dicas para cuidar dos dentes e evitar doenças bucais

2. Evite qualquer coisa muito quente, muito fria ou picante

"É preciso que o processo de cicatrização melhore sem interrupções", explica ele. O que faz com que os temperos mais fortes, a sopa fervendo e as bebidas geladas estejam fora do cardápio.

"Qualquer coisa extremamente gelada, quente ou picante agravará a queimação”, explica.

3. Foque na água e deixe de lado as bebidas ácidas

Café, vinho e refrigerante devem ser evitados por pelo menos dois dias. Todas as três bebidas são incrivelmente ácidas, o que significa que elas irão irritar a pele enquanto está cicatrizando, atrasando todo o processo. Alimentos ácidos, como salgadinhos, abacaxi, maracujá e azeitona também estão fora do menu.

A água pode ser benéfica, pois ajuda a balancear o pH da boca, reduzindo os níveis de acidez. O líquido também ajuda a manter a pele e mucosas bem hidratadas.

4. Mantenha a boca higienizada

Bactérias em uma ferida aberta podem levar à infecção. Por isso é preciso que a higiene bucal esteja em dia. Depois de uma queimadura, escove os dentes completamente, use bochechos e beba muita água para lavar qualquer alimento ou bactéria acumulada na região.

5. Solução caseira

Para aqueles que sofreram queimaduras mais graves, Dr. Jo prescreve um enxaguante bucal, como a lidocaína viscosa, que anestesia e proporciona o alívio imediato da dor.

Própolis com mel também ajudam hidratar e regenerar a mucosa da língua. A receita caseira de uma ou duas gotas de própolis com uma colher de sopa de mel pode ser despejada na língua. O ideal é manter a solução no local adormecido o máximo de tempo possível.

O suco natural da babosa contém propriedades anestésicas, anti-inflamatórias, cicatrizantes e hidratantes que também podem ajudar nessa situação. O ideal é fazer um bochecho com o concentrado da planta. 

No caso de feridas na língua ou palato é recomendável ir ao pronto socorro para verificar o machucado, que pode caracterizar algo mais grave e que necessita de cuidados médicos.

Leia também: Médicos brasileiros usam pele de tilápia para tratar queimaduras

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.