Tamanho do texto

Em discurso realizado no aeroporto de Havana, o presidente Díaz-Canel disse se orgulhar do trabalho de cubanos no programa Mais Médicos

Díaz-Canel recebe cubanos do Mais Médicos
Reprodução/Twitter Juventud Rebelde
Díaz-Canel recebe cubanos do Mais Médicos

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, recepcionou nesta sexta-feira (23) os primeiros médicos cubanos que retornaram ao país após a ruptura com o programa Mais Médicos . O voo deixou Brasília na madrugada, com destino ao Aeroporto Internacional José Martí, em Havana.

Mais de 8.300 médicos são esperados na ilha caribenha até o dia 30 de dezembro. Esse foi o primeiro grupo a deixar o Brasil após a decisão cubana, motivada pelas críticas feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, de deixar o acordo do programa Mais Médicos mantido por cinco anos pela Organização Panamericana de Saúde (Opas).

Após a viagem de quase sete horas, o avião pousou em Havana às 5h15 no horário local (8h15 no horário de Brasília) e foi recebido pro Díaz-Canel e outros dirigentes. No Twitter, o presidente falou sobre o orgulho em relação ao trabalho realizado pelos médicos no Brasil e sobre o retorno desses cubanos ao país ser considerado, por ele, como uma homenagem a Fidel Castro.

"Nas primeiras horas de sexta-feira começam a chegar à Pátria os apóstolos da saúde cubana que são #MasQueMedicos. Nossa homenagem aos homens e mulheres que fizeram história no Brasil. Bem-vindos a casa”.

Leia também: Justiça Federal rejeita ação que pedia a manutenção das regras do Mais Médicos

 O jornal Juventud Rebelde reportou a chegada dos cubanos e ouviu alguns médicos que se manifestaram em relação à saída do Brasil, criticando as condições impostas por Bolsonaro de revalidação dos diplomas e de contratos individuais para a permanência dos médicos cubanos no programa.

 "Voltamos hoje, e assim farão nossos colegas, com toda honra e dignidade do mundo. Nunca permitiremos ameaças, nem que questionem o humanismo e o profissionalismo com que atendemos nossos pacientes brasileiros", disse um dos médicos ao jornal.

Vagas remanescentes no Mais Médicos 

No terceiro dia de inscrição do Programa Mais Médicos, cerca 84% das vagas definidas no novo edital do programa já foram preenchidas . No balanço divulgado esta manhã, 19.994 médicos com CRM Brasil ou que revalidaram o diploma no país já fizeram a inscrição, segundo o Ministério da Saúde.

Desse total, 13.341 foram efetivadas e 7.154 profissionais já estão alocados no município para atuação imediata. Na apresentação ao município, que vai até 14 de dezembro, o médico deve apresentar todos os documentos exigidos no edital. As inscrições vão até 7 de dezembro pelo site do programa Mais Médicos .

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.