Tamanho do texto

Página de inscrições do programa funciona normalmente e 7.154 médicos já escolheram qual das 8.517 vagas disponíveis vão ocupar. Confira dados

Segundo Ministério, 84% das vagas abertas no Mais Médicos já foram preenchidas por médicos brasileiros com CRM
Arquivo/Agência Brasil
Segundo Ministério, 84% das vagas abertas no Mais Médicos já foram preenchidas por médicos brasileiros com CRM

O Ministério da Saúde informou que, até às 8h da manhã desta sexta-feira (23), 84% das 8.517 vagas disponibilizadas para substituir os médicos cubanos no programa Mais Médicos já foram preenchidas. Segundo a assessoria da pasta, 7.154 profissionais da saúde já escolheram onde vão atuar e estão definitivamente alocados no programa.

Leia também: Alta procura leva governo a prorrogar prazo para inscrições no Mais Médicos

Ainda assim, para preencher os 16% de vagas pendentes, o Ministério da Saúde confirmou que vai prorrograr as inscrições até o dia 7 de dezembro. O edital previa inicialmente que as inscrições dessa primeira fase do programa deveriam ocorrer até este domingo (25), mas como o site do Mais Médicos foi vítima de ataques cibernéticos, o ministério achou por bem adiar o prazo final.

Segundo o Ministério da Saúde , 19.994 candidatos preencheram os dados para se inscrever no programa, mas é preciso verificar as informações dos candidatos antes de confirmar a participação de cada um, como por exemplo a validade do CRM apresentado pelos profissionais.

Ao todo, 13.341 médicos já passaram por essa etapa e estão aptos para escolherem os seus postos de trabalho entre as vagas remanescentes já que o edital do programa prevê que o interessado que efetivar primeiro a opção pelo local terá direito à vaga e estará automaticamente alocado. Não há a possibilidade de, depois disso, o médico fazer qualquer realocação.

A mudança no prazo do edital, no entanto, deve atrasar um pouco a apresentação dos profissionais aos seus respectivos locais de trabalho também. Os médicos já inscritos e alocados terão até 14 de dezembro como prazo para iniciarem suas atividades. O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, porém, confirmou que aqueles que quiserem antecipar sua apresentação já poderão fazê-lo a partir desta sexta-feira (23). 

Leia também: Mais Médicos recebe mais de 6 mil inscrições, mas menos da metade é efetivada

O prazo é considerado otimista pelos especialistas já que os profissionais, na maioria, precisarão se mudar para áreas remotas do país já que as 8.517 vagas estão distribuídas entre 34 distrito índigenas e 2.854 municípios, a maioria deles no Rio Grande do Sul.

Para facilitar, no entanto, o Ministério da Saúde também informou que a página de inscrição do programa funciona normalmente na manhã desta sexta-feira (23), isto depois da própria pasta federal ter admitido que o site passou por instabilidade nos últimos dias. A explicação dada foi que o site site  maismedicos.gov.br  sofreu ataques cibernéticos que já foram identificados pelo Departamento de Tecnologia do Ministério da Saúde.

Além disso, por questões de segurança, a assessoria informou que o site deverá migrar para um servidor em num para suportar um número excessivo de acessos, caso seja necessário.

O Ministério da Saúde também relembrou a declaração do ministro Gilberto Occhi de que, se necessário, um novo edital será lançado ao final deste primeiro para que médicos brasileiros e estrangeiros que tenham se formado no exterior e ainda não tenhm o CRM nacional, possam se inscrever e começar a atuar, prestando o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) só depois de já começarem a prestar os atendimentos.

Tamanha urgência se deve à decisão de Cuba de romper unilateralmente o acordo feito com o Brasil e se retirar do programa Mais Médicos como retaliação às declarações do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Apenas nesta quinta-feira (22), 430 médicos cubanos já deixaram o Brasil em dois voos que partiram do Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek na madrugada, um à 1h00 e outro às 5h40, após sofrerem atrasos e precisarem ter os check ins realizados manualmente.

Leia também: Ministério da Saúde investiga ataque de hackers ao sistema do Mais Médicos

A previsão do Consórcio Inframérica que administra o aeroporto é de que pelo menos mais um voo saindo de Brasília com destino à Havana, capital de Cuba, levando os profisisonais cubanos saia às 22h desta sexta-feira (23). Já segundo a embaixada cubana no Brasil, a previsão é de que os mais de 8.000 médicos cubanos que participavam do Mais Médicos retornem à Cuba até o dia 12 de dezembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.