Tamanho do texto

Inscrições foram prorrogadas até o dia 7 de dezembro e aprovados terão até o dia 14 de dezembro para se apresentarem nas unidades básicas de saúde

Os aprovados no programa Mais Médicos terão até o dia 14 de dezembro para se apresentar nas unidades de saúde
Luciano Lanes / PMPA
Os aprovados no programa Mais Médicos terão até o dia 14 de dezembro para se apresentar nas unidades de saúde

Uma atualização do Ministério da Saúde informou, nesta segunda-feira (26), que 97,2% das 8.517 vagas do programa Mais Médicos já foram preenchidas. Segundo a pasta, dos 8.278 profissionais inscritos, apenas 0,5%, já se apresentou nas unidades básicas de saúde (UBSs).

Leia também: Justiça Federal rejeita ação que pedia a manutenção das regras do Mais Médicos

Os profissionais têm até o dia 7 de dezembro para se inscrever no programa Mais Médicos , e até 14 de dezembro para comparecer aos locais com os documentos solicitados. O edital exige ainda que os médicos sejam formados no Brasil ou que os formados no exterior tenham o diploma revalidado pelo Ministério da Educação. 

Caso todas as vagas não sejam preenchidas por médicos brasileiros, elas serão abertas para médicos estrangeiros em um próximo edital e, se ainda sobrar, essas mesmas vagas serão disponibilizadas para médicos com o diploma revalidado. O Ministério da Saúde não divulgou ainda quais municípios que tiveram vagas preenchidas e quais não as tiveram.

O Ministério da Saúde recebeu 30.734 inscrições, até às 12h de hoje, e 21.407 delas foram efetivadas. Neste edital, são ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos cubanos

Leia também: Presidente recebe cubanos que deixaram Brasil após ruptura com o Mais Médicos

“Com a alta procura e a apresentação imediata do médico ao município, a expectativa é de suprir a ausência do médico cubano com o médico com CRM o mais rápido possível”, afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

A pasta também informou que os profissionais que trabalharem no programa receberão uma bolsa-formação no valor de R$ 11,8 mil e uma ajuda de custo inicial de valor entre R$ 10 e R$ 30 mil para deslocamento até o município de atuação. Além disso, todos têm a moradia e a alimentação custeadas pelas prefeituras.

De acordo com o ministério, o site do programa Mais Médicos já está estável. No momento da abertura das inscrições, o sistema recebeu mais de 1 milhão de acessos simultâneos, mais que o dobro do número de médicos em atuação no País. A alta procura e os ataques cibernéticos ao sistema de inscrição fizeram com que o site caísse e as inscrições fossem prorrogadas para o dia 7.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.