Tamanho do texto

Reverendo Philip Dunn sofria de catarata e degeneração macular, mas voltou a enxergar após cirurgia de emergência: "Vi meus netos pela primeira vez"

O pastor Philip Dunn, que ficou cego por 14 anos, atribui a volta da visão a um
Divulgação
O pastor Philip Dunn, que ficou cego por 14 anos, atribui a volta da visão a um "milagre"

Um pastor da cidade de Charleston, na Virgínia do Leste, Estados Unidos, recuperou a visão após ficar cego durante 14 anos. Para o Reverendo Philip Dunn, de 61 anos, que sofria de catarata e degeneração macular, o caso se trata de um "milagre".

Leia também: Homem com morte cerebral acorda após aparelhos serem desligados

"Eu sabia que um dia voltaria a enxergar. Não sabia quando, mas sabia", diz o pastor. "Todo dia quando eu acordava eu pensava: 'Talvez seja hoje que eu receba o meu milagre '", relembra. Para o religioso, sua fé foi fundamental no processo de recuperação.

O reverendo começou a perder a visão há cerca de 14 anos, quando foi dianosticado com catarata após apresentar visão turva. Na época, os médicos disseram que a condição não seria um problema durante os próximos anos, mas o paciente começou a ter pontos cegos nos cantos dos olhos meses após a consulta.

Ao voltar aos especialistas, o pastor foi dianosticado com degenaração macular , uma doença associada à idade que provoca a perda de visão por conta de danos à retina. A enfermidade não tem cura ou tratamento.

Com o passar do tempo, a condição do pastor foi piorando. Primeiro, ele foi obrigado a parar de dirigir, depois, não conseguia mais ler e ,eventualemente, ele ficou completamente cego . Apesar da adversidade, Dunn não largou a profissão e passou a ouvir a versão em áudio da bíblia para preparar seus sermões.

O reverendo chegou a receber uma homenagem da central da igreja Assemblies of God por seu trabalho. "O que Deus me ensinou na escuridão, eu nunca poderia ter aprendido na luz", disse o pastor no evento, que aconteceu em maio de 2018, meses antes de recuperar a visão.

Em agosto do ano passado, Dunn foi levado às pressas para um hospital por conta de uma forte dor de cabeça na região de se olho esquerdo. Os médicos determinaram que a cápsula de sua catarata havia se rompido e precisava ser removida com urgência.

Leia também: Mulher que acreditava estar "possuída" tinha  uma grave doença no cérebro

Após a cirurgia, o pastor utilizava um tapa-olho para proteger a região, mas sentiu sensibilidade à luz através do material. Ele conta que tirou a venda em casa, quando estava com a esposa na cozinha: "Ela me disse 'Querido, o que você está vendo?' e eu respondi 'Eu vejo você'. Foi o primeiro rosto que eu enxerguei em mais de 14 anos", celebrou o reverendo.

Após o resultado da primeira cirurgia, Dunn passou por um segundo procedimento bem sucedido no olho direito. Os médicos não conseguiram explicar como a remoção da catarata fez o paciente voltar a enxergar, uma vez que foi a degeneração macular que causou a perda de visão.

Após as cirurgias, o pastor conta que os momentos mais felizes foram poder ver as fotos do casamento da filha e enxergar o rosto dos netos pela primeira vez. Ele ainda voltou a tirar a carteira de motorista e fez uma viagem de carro pela Califórnia.

Após o que chama de milagre , o pastor ainda não sabe por quanto tempo terá sua visão de volta, uma vez que ainda sofre de degeneração macular. Por isso, ele diz que passou a incentivar seus fiéis a "aproveitar as pequenas coisas da vida todos os dias".