Tamanho do texto

Orientação se deve após a falha identificada pela Anvisa que implica na impossibilidade de interpretação do resultado obtido pelo usuário

Autoteste de HIV tem a distribuição suspensa pelo SUS após análises da Anvisa reprovarem material
Reprodução/Agora é agora - SP
Autoteste de HIV tem a distribuição suspensa pelo SUS após análises da Anvisa reprovarem material


O Ministério da Saúde solicitou aos 14 municípios que participam do projeto piloto de distribuição do autoteste de HIV no SUS que suspendam temporariamente, como medida preventiva, a distribuição de todos os kits de autoteste.

Leia também: HIV e onda anti-vacina são algumas das principais ameaças para a saúde em 2019

As cidades são: Rio de Janeiro, Florianópolis, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Manaus, São Paulo, Campinas, Santos, Piracicaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e São Bernardo do Campo. Todas já foram notificadas sobre os problemas no auteste de HIV identificados pela Anvisa.

A orientação se deve após a falha identificada pela Anvisa que implica na impossibilidade de interpretação do resultado. A agência realizou o teste a pedido do Ministério da Saúde, após relatos de problemas na finalização do resultado de dois lotes do total 98 lotes adquiridos, sendo que cada lote com a média de 4 mil testes. A Anvisa prosseguirá com a investigação de amostras representativas de outros lotes dos Kit de autoteste.

Leia também: Casos e mortes por aids no Brasil caem 16% nos últimos quatro anos, diz boletim

O Ministério da Saúde orienta a quem fizer o autoteste que observe a linha de controle. Caso esteja ausente, o que torna o teste inválido, a pessoa deve procurar os locais onde pegou o produto para realizar outra alternativa de diagnóstico rápido.

A oferta do autoteste fazia parte de uma pesquisa, cujos resultados podem fundamentar uma futura política pública, ou seja, colocar essa tecnologia de prevenção gratuitamente no SUS .

A Aids é uma preocupação do Ministério da Saúde. Só em 2016, a doença afetou mais quase 38 mil pessoas, apontando para um aumento no número de casos de 4,1% em apenas um ano.

A cada 100 mil brasileiros, 18 são soropositivos para o vírus. Hoje, cerca de 830 mil pessoas estão vivendo com HIV, sendo que 112 mil ainda não sabem disso, conforme informou o último Boletim Epidemiológico de HIV/Aids, divulgado pelo Ministério da Saúde, no início de dezembro.

Leia também: Pela primeira vez, metas para eliminação da Aids estão ameaçadas, diz Unaids

O teste era feito de forma semelhante aos exames de gravidez. O dispositivo é colocado com uma pequena quantidade de sangue e nas linhas de controle aparece se o resultado é positivo ou negativo para o vírus HIV .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas