Tamanho do texto

Para participar do Mais Médicos, profissionais precisam ser formados e estar habilitados por qualquer Conselho Regional de Medicina do país

Médicos conversam em frente a hospital
Tânia Rêgo/Agência Brasil
O Ministério da Saúde espera que os médicos comecem a atender em junho

Os profissionais interessados em participar do Mais Médicos têm até esta quarta-feira (29) para se inscrever no programa. De acordo com o Ministério da Saúde, um dos requisitos necessários é estar formado e ter habilitação em qualquer Conselho Regional de Medicina do país.

Leia também: Três em cada cinco substitutos de cubanos trocaram Mais Médicos por residência

O órgão orienta a importância de os candidatos estarem atentos a todas as regras de adesão previstas no edital nº11/2019, publicado em 13 maio deste ano no Diário Oficial da União. Uma delas se refere à apresentação dos documentos no ato da inscrição, feita exclusivamente pela internet, por meio do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP), disponível no site do Mais Médicos .

Para esta fase do programa, o Ministério da Saúde prevê 2.212 vagas destinadas principalmente para o atendimento na atenção primária à saúde da população que vive nas regiões com mais necessidade de cuidados. Entre os dias 6 e 7 de junho, os candidatos deverão acessar o sistema SGP para escolherem entre as vagas disponibilizadas nos 1.185 municípios e 13 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) com os mais altos índices de vulnerabilidade do país.

Leia também: Vacinação contra a gripe atingiu 71,6% do grupo-alvo, diz Ministério da Saúde

Esta quarta-feira também é o último dia para os gestores locais confirmarem o número de médicos que precisam para o atendimento em suas unidades de saúde . A publicação do resultado com o número final de vagas destinadas aos municípios que receberão os profissionais será publicada no dia 4 de junho. Segundo o ministério, a previsão para que os profissionais contratados pelo Mais Médicos  comecem a atuar nas unidades de saúde é junho deste ano.