Tamanho do texto

Cidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte vem sofrendo com presença do carrapato-estrela, transmissor da doença; quatro morreram


estrela
shutterstock
Carrapato-estrela é o transmissor da febre maculosa














A Prefeitura de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, confirmou que o municipio já conta com 21 casos suspeitos de febre maculosa em 2019. Duas pessoas já tiveram as mortes confirmadas pela doença. Outras duas mortes foram notificadas. As quatro pessoas eram da mesma família.

Leia também: Jovem morre por febre maculosa no interior de SP; estado teve 15 mortes em 2018

De acordo com a prefeitura, a infestação de carrapatos-estrela, espécie transmissora da doença, aconteceu no bairro Vila Boa Vista após uma capinagem. Para conter o avanço, o centro de zoonoses vai recolher os cavalos da região para aplicação de vermífugo. A cidade também encomendou oito toneladas de cal para aplicar na região.

A doença é causada pela bactéria Rickettsia rickettsii e transmitida por picadas do carrapato-estrela , que costuma parasitar capivaras. A condição é infecciosa febril aguda de gravidade variável, cuja apresentação clínica pode variar de formas leves e atípicas até formas graves, com taxa de letalidade elevada.

O carrapato-estrela pode ser encontrado em várias regiões do país como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Distrito Federal e parte da Bahia.

Há uma controvérsia entre os especialistas da área em relação à existência ou não de um espectro clínico da doença (variando de casos leves ou assintomáticos até casos graves, ou apenas casos graves). 

Mas, entre os sintomas clássicos estão febre alta, dores abdominais e manchas no corpo, semelhantes ao sarampo. Se não tratada, a doença pode matar em até dez dias após o contágio.

Leia também: Febre maculosa faz vítima em MG e cria impasse sobre presença de capivaras

O tratamento começa com o uso precoce de antibiótico (com doxiciclina, preferencialmente, ou cloranfenicol) e tem impacto importante na redução da letalidade da febre maculosa .