Tamanho do texto

Estado registrou 13 casos este ano; em São Paulo, número chega a 633

O Rio de Janeiro entrou em estado de alerta, nesta quinta-feira (1), devido ao surto de sarampo que acontece em São Paulo. Somente neste ano, o Rio registrou 13 casos da doença. Por conta disso, a medida divulgada pela Secretaria Estadual de Saúde prevê ações como reforço da vacinação em postos de saúde fluminenses.

Leia também: Casos de sarampo crescem no estado de São Paulo; saiba onde tomar a vacina

vacina arrow-options
shutterstock
Por conta da proximidade com São Paulo, que sofre surto de sarampo, o estado do Rio de Janeiro entrou em estado de alerta

Panfletos com detalhes sobre os sintomas do sarampo e a importância da imunização para prevenir a contaminação estão sendo distribuídos em terminais de transportes públicos e aeroportos do estado. No ano passado, o estado conseguiu atingir uma cobertura vacinal de 95% da população-alvo, que inclui pessoas de um ano até 49 anos de idade.

“A ação faz parte da recomendação do Ministério da Saúde e estamos colocando em prática. A indicação é fazer a administração da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para crianças a partir de 1 ano de idade e adultos até 49 anos que não estão em dia com a vacina ”, explica o médico Alexandre Chieppe, da Secretaria Estadual de Saúde.

Leia também: Sarampo pode levar à morte; por que pessoas de 15 a 29 anos devem se vacinar

Em todo o estado de São Paulo, de acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde, o número de casos subiu para 633. Três em cada quatro foram registrados na capital, em que foram notificados 484. 

Leia também: Veja o que é mito e o que é verdade sobre vacinas contra sarampo e poliomielite

Para quem ainda tem dúvida se recebeu ou não a dose, a recomendação é ir atrás da imunização. O sarampo é uma doença infecciosa aguda, provocada por vírus, grave e transmitida pela fala, tosse e espirro. Ela é extremamente contagiosa, mas pode ser prevenida pela vacina.