Com 99,4% das crianças de até um ano de idade, vacinadas, o Brasil ultrapassou a meta de cobertura vacinal da tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba). De acordo com o Ministério da Saúde, este é o melhor número alcançado nos últimos cinco anos, embora oito estados e o Distrito Federal não tenham atingido a meta de 95%.

Leia também: Fake news: 9 mitos sobre o sarampo nos quais você não deve acreditar 

vacina bebê
shutterstock
Segundo o Ministério da Saúde, a meta para vacinação da tríplice viral, dada em crianças aos 12 e 15 meses, era de 95%

Apesar do bom resultado, o ministério ainda demonstra preocupação com o avanço do sarampo no País. A doença circula em 17 estados brasileiros, com 3.565 casos confirmados nos últimos 90 dias (entre 1º de setembro e 23 de novembro).

Destes, 2.702 casos estão concentrados no estado de São Paulo. Também foram confirmados 15 mortes: seis em menores de 1 ano de idade, dois em crianças de 1 ano de idade e sete em adultos maiores de 20 anos.

A tríplice viral é dada aos 12 meses e uma segunda dose por volta dos 15 meses. Em razão do surto, foi estabelecida a dose zero — uma dose extra que não interefe nas outras duas do calendário normal.

Leia também: Não é só doença de criança: sarampo em adultos também traz riscos à saúde

Para reforçar a vacinação, o Ministério da Saúde realizou duas campanhas: a primeira, destinada a crianças de 6 meses a menores de 5 anos (7 a 25 de outubro), e a segunda focada na população de 20 a 29 anos, que terminou no dia 30 de novembro.

"Ainda temos cerca de 1,9 mil municípios que, mesmo com a intensificação das ações de vacinação por meio de campanhas, não conseguiram atingir a meta. Isso é preocupante para 2020 porque ainda existe surto da doença no País",  diz o diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Julio Croda.

Vacinação nos estados

O Rio de Janeiro, que no final de outubro tinha cobertura de 69,2% das crianças imunizadas contra o sarampo, agora ultrapassou a meta e tem 101,7%.  Segundo o ministério, o número ultrapassa o 100% quando há uma somatória de doses aplicadas para além da faixa etária determinada.

O ministério informa que a temporalidade do preenchimento do sistema que mostra o andamento da vacinação fica a critério de cada município e estado, sendo que os dados podem ser enviados até abril do ano seguinte. Isso explicaria o salto na cobertura vacinal do Rio, provavelmente relacionada à atualização dos dados.

Os estados que atingiram a meta de vacinação contra o sarampo em 2019 são:

  • Mato Grosso do Sul (115,92%)
  • Alagoas (115,7%)
  • Rondônia (114,4%)
  • Paraíba (110,2%)
  • Pernambuco (109%)
  • Ceará (108,2%)
  • Minas Gerai (106,7%)
  • Espírito Santo (105,7%)
  • Santa Catarina (105,4%)
  • Paraná (102,8%)
  • Tocantins (102,5%)
  • Rio de Janeiro (101,7%)
  • Sergipe (99%)
  • Rio Grande do Sul (101,1%)
  • Goiás (103,4%)
  • Mato Grosso (97,2%)
  • Amazonas (96,4%)
  • Rio Grande do Norte (96,2%)

Leia também: Pesquisa indica que sarampo é mais letal do que podemos imaginar 

Entre os estados que não atingiram a meta mínima de 95% de cobertura vacinal , preconizada pelo Ministério da Saúde foram:

  • Pará (85,4%)
  • Roraima (87,9%)
  • Bahia (88,9%)
  • Maranhão (90%)
  • Acre (91,4%)
  • Piauí (91,9%)
  • Distrito Federal (93,7%)
  • São Paulo (93,9%) 
  • Amapá (94,9%)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários