Respirador arrow-options
Reprodução/Shutterstock
Respirador é o principal equipamento para ajudar pacientes com Covid-19

Um contrato assinado nesta quarta-feira (1º) pelo Ministério da Saúde prevê a entrega de mais de R$ 1 bilhão em  respiradores ao Brasil em até 30 dias. O anúncio da compra foi feito pelo chefe da pasta, Luiz Henrique Mandetta , em entrevista coletiva nesta quinta. O governo brasileiro também espera receber 200 milhões de Equipamentos de Proteção de Individual (EPIs) em outro contrato que também já foi assinado.

Leia também: Profissionais de segurança serão o segundo grupo a receber vacina contra H1N1

Conforme explicou Mandetta, no entanto, o cumprimento dos prazos de entrega vai depender de como o mercado mundial vai se comportar nos próximos dias em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O principal motivo para um atrado, segundo o ministro, seria a retomada das atividades de comércio da China, que produz cerca de 90% dos produtos em todo o mundo. "Agora que o mercado chinês volta a produzir, ele volta a repor o estoque nos 45 dias que ele ficou parado", disse Mandetta.

Leia também: Preocupado com desabastecimento de EPIs, ministro recomenda máscaras de pano

No total o ministro ainda disse que as internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de pacientes com Covid-19 devem custar R$ 1 bilhão ao Sistema Único de Saúde (SUS).

    Veja Também

      Mostrar mais