dedos
Reprodução
Dedos de Covid-19


Médicos espanhóis descobriram um possível novo sintoma ligado à Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus . Os “dedos de covid” surgiram em pacientes que estão internados por conta da doença. Estudo foi publicado no British Journal of Dermatology, periódico científico, na semana passada.

Leia também: Vídeo mostra como o coronavírus pode se espalhar no supermercado

As erupções, como brotoejas similares às da catapora, já foram observadas e em pacientes mais jovens. No entanto, médicos notaram que existem até cinco tipos que podem ser relacionados à Covid-19.

Mesmo que um número considerável de pacientes tenham apresentado erupções cutâneas, os sintomas principais ainda permanecem como tosse seca e temperatura elevada. Porém existem relatos de pacientes assintomáticos que tiveram os “dedos de covid”.

Ignacio Garcial-Doval, responsável pelo estudo do possível novo sintoma, afirmou à BBC que as erupções cutâneas podem aparecer muito tempo depois dos sintomas respiratórios, então não serve como maneira de diagnóstico.

Leia também: Coronavírus pode ter novo sintoma raro; saiba qual é

“A relevância deste estudo não é tanto ajudar as pessoas a se autodiagnosticar, mas ajudar a construir uma compreensão mais ampla de como a infecção pode afetar as pessoas", diz a presidente da Associação Britânica de Dermatologistas, Ruth Murphy.

Garcial-Doval explica que a erupção cutânea mais comum são as pequenas brotoejas vermelhas e achatadas chamadas de maculopápulas, que aparecem no torso. Mas é importante ressaltar que esses sinais podem aparecer por diversos fatores diferentes da Covid-19 .

Leia também: Governo de SP fará testes rápidos de coronavírus para assintomáticos

Segundo a comunidade dermatologista espanhola, as erupções cutâneas apareceram em 375 pacientes nas últimas duas semanas. Chegaram, então, a cinco tipos.

  • Pacientes jovens tiveram lesões similares às frieiras ao redor das mãos e dos pés. As erupções cutâneas duraram 12 dias e causaram dores e coceiras. Esses sintomas representaram 19% de casos.
  • Pequenas bolas no torso e membros foram encontradas em pacientes de meia idade. Causaram coceira e se manifestaram por volta de 10 dias antes dos sintomas convencionais. Representa 9% de casos.
  • Pele com aspecto rosa ou branco em certas áreas. Apareceram no corpo em sua maioria, mas também nas palmas das mãos, e causaram coceira. Representa 19% de casos.
  • Brotoejas vermelhas e achatadas no torso foram as erupções cutâneas mais comuns, representando 27% dos casos, e surgiram em pacientes em situações mais graves. Apareciam junto de sintomas convencionais, durando sete dias.
  • A necrose foi o caso menos comum. Apareceu em apenas 6% dos casos, em pacientes idosos e com comorbidades. Pele com tom vermelho ou azul apontavam para problemas na circulação do sangue.

Com base no estudo, A Academia Americana de Dermatologia também está atenta aos possíveis sintomas na pele e compila registros.

    Veja Também

      Mostrar mais