braço de pessoa que está doando sangue
Alexandre Carvalho/A2 Fotografia
Estado do Ceará acatou nova norma de STF no último dia 10


O estado do Ceará foi o primeiro a autorizar a  doação de sangue por homens gays após decisão de Supremo Tribunal Federal (STF). Antes, havia uma norma que impedia que homens gays fizessem a doação, o que foi derrubado no último dia 8. Ação ganhou força após bancos de sangue terem níveis baixos por pandemia.


O Ceará passou a autorizar a doação por homens gays no dia 10 de junho, dois dias após a liberação. Os hemocentros públicos e privados podem, ainda, realizar campanhas de divulgação dos novos critérios e de incentivo à população.

O STF vê o impedimento e a recusa das doações por homens gays como inconstitucional. Mesmo assim, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde ainda mantém a recusa vigente.

Coletivos LGBTs pressionaram entidades para que o cumprimento por parte dos estados fosse imediato. O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) informou por recomendação que a ordem deveria ser acatada em todo território do estado.

    Veja Também

      Mostrar mais