frasco de vacina
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Devido ao alto número de casos, Brasil é cenário "perfeito" para testes de vacinas


Além da vacina de Oxford em parceria com a AstraZeneca e a vacina do laboratório chinês Sinovac, ao menos outros dois laboratórios farmacêuticos querem testar suas vacinas contra a Covid-19 no Brasil , segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).



Com 2.118.646 casos do novo coronavírus e mais de 80 mil mortes , o Brasil é o segundo país mais afetado no mundo pela pandemia.

Devido aos números, o País tem sido bastante procurado para realização de estudos clínicos, que podem resultar em uma vacina segura e com resposta imune no mundo todo.

A Anvisa não informou quais empresas fizeram a solicitação, mas afirmou que uma delas, que está na Fase 3 dos testes, está perto de conseguir autorização para testar em território brasileiro e deve ser aprovada nos próximos dias.

Assim, o Brasil terá uma terceira vacina em fase de testes e desenvolvimento.

Nesta segunda-feira (20), as duas vacinas já em teste no Brasil tiveram respostas positivas. A vacina de Oxford com parceria com a AstraZeneca foi aplicada em mais de mil voluntários que, segundo a The Lancet, desenvolveram imunidade contra a doença de maneira segura .

Caso essa vacina se mostre efetiva, poderá ser disponibilizada ainda este ano.

Já a vacina da Sinovac, que está sendo desenvolvida ao lado do Instituto Butantan, em São Paulo, está na Fase 3 e deve ser aplicada em nove mil voluntários. Se apresentar resposta definitiva sobre eficácia e criação de anticorpos, pode sair em 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários