termômetro
FreePik
Termômetro digital infravermelho tornou-se comum na entrada de grandes estabelecimentos

Entre as muitas medidas de segurança que se tornaram comuns durante a pandemia da Covid-19 , está a medição constante de temperatura em determinados ambientes. Durante o processo de reabertura gradual em vários estados do País, é comum encontrar um profissional com termômetro na entrada de lojas, supermercados e até restaurantes. Mas, afinal, a medida é eficaz para conter a infecção entre os clientes? 

De acordo com o diretor médico da Cia da Consulta, Felipe Folco, a medida pode auxiliar a segurança sanitária , porém existem cuidados muito importantes para o funcionamento correto dos termômetros e, consequentemente, para a identificação correta do sintoma. “Cada tipo de termômetro tem um modo adequado de ser utilizado que deve ser respeitado. A maneira correta de utilizar cada um está descrita no manual e é importante ler antes da utilização”, defende. 

“É importante também estar atento aos principais motivos de erro de medição da temperatura: não aguardar tempo suficiente para a medida correta, distância inadequada nos termômetros digitais infravermelhos, presença de cerúmen no canal auditivo externo (em termômetros infravermelhos auriculares), e pilhas fracas para qualquer termômetro digital”, reforça o profissional de saúde. Apesar dos muitos modelos disponíveis no mercado, atualmente os termômetros digitais inframermelhos são os mais comuns por permitirem o uso à distância. 

Felipe também reforça que “para confiar nos equipamentos é preciso verificar se o instrumento tem selo do INMETRO e registro junto a ANVISA, e mesmo assim ainda é possível uma variabilidade de 0,2ºC”. Apesar da variação, o médico explica que  “quando repetidas vezes a medição resulta em valores abaixo de 36,ºC, é bom verificar se o aparelho está sendo utilizado corretamente e se as pilhas estão carregadas. Lembrando que temperaturas abaixo de 35ºC não devem ser consideradas normais, sendo indicativas de hipotermia”.

É importante destacar, ainda, que a febre é apenas um dos muitos sintomas da Covid-19 e pode se manifestar em apenas uma parte dos casos. Além disso, existe a possibilidade de alguém infectado pelo vírus não apresentar qualquer sinal visível. “Apesar de existirem medidas que podem ajudar na identificação de casos, o  distanciamento social ainda é a única maneira eficaz de garantir a proteção de cada um”, finaliza o médico. 


    Veja Também

      Mostrar mais