Movimentação de pessoas no parque do Ibirapuera durante reabertura dos parques municipais de São Paulo
Anderson Lira / FramePhoto / Agência O Globo
Movimentação de pessoas no parque do Ibirapuera durante reabertura dos parques municipais de São Paulo

A região Sudeste teve alta de 7% nos casos confirmados da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), em uma semana, passando de uma média diária de ocorrências de 15.542 a 16.614. A informação consta no boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (19) pelo Ministério da Saúde. O levantamento compara os números das semanas e 9 a 15 de agosto e de 2 a 8 de agosto.

O estado de São Paulo foi o que mais teve incremento, com um percentual de 9%. Ele é seguido no Rio de Janeiro, que subiu 7%. Espírito Santo (4%) teve oscilação positiva, mas ficou dentro do que o Ministério da Saúde considera como quadro estável. Minas Gerais apresentou estabilidade.

De acordo com as informações divulgadas pela pasta, também houve aumento no número de casos nas regiões Sul e Centro-Oeste, com acréscimos de 5% e 3%, respectivamente. No Sul, a média diária de casos passou de 5.991 para 6.282 de uma semana para a outra. Já no Centro-Oeste, o aumento foi de 6.279 para 6.481.

Nas regiões Norte e Nordeste, houve queda no número de contaminações pelo novo coronavírus. Na primeira, a diminuição foi de 8%, passando de 4.591 casos para 4.237. Todos os estados da região apresentaram queda ou estabilização, com execeção de Roraima, que teve alta de 8%. Entre os que tiveram queda estão Acre (-35%), Amapá (-16%), Rondônia (-13%), Pará (-10%) e Tocantins (-7%).

Já no Nordeste como um todo, os casos confirmados caíram 11%, com média diária que foi de 11.103 a 9.912. Na comparação entre as duas semanas, nenhum estado teve alta. Permaneceram na faixa considerada de estabilidade somente Bahia (+2%) e Pernambuco (+4%).

Mortes

No caso de mortes, houve aumento apenas na região Sul, com destaque para os estados de Paraná (+34%) e Santa Catarina (+31%). O Rio Grande do Sul teve queda de 25%. Na região como um todo, a média diária de óbitos passou de 137 para 149 em uma semana.

No Centro-oeste, a oscilação positiva foi de 3%. Nas demais regiões, no entanto, houve queda ou oscilação negativa. Norte (-16%), Nordeste (-8%), Sudeste (-3%)

    Veja Também

      Mostrar mais