frasco de vacina
Jefferson Peixoto/Secom
Acordo para vacina candidata foi assinada com empresa alemã


A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou nesta quinta-feira (20) mais um acordo para a compra de 225 milhões de doses de uma vacina candidata contra o  novo coronavírus (Sars-CoV-2). Dessa vez, a assinatura foi com a empresa alemã de biotecnologia CureVac.


"A Comissão Europeia cumpre sua promessa de garantir acesso rápido para os europeus e para o mundo para ter uma vacina segura que nos proteja contra o coronavírus . Cada rodada de negociações que nós concluímos com a indústria farmacêutica nos aproxima de derrotar o vírus", disse Von der Leyen em comunicado oficial.

Segundo o órgão, o contrato que pode ser concluído em caso de sucesso da imunização proverá não apenas as vacinas para os países-membros do bloco, mas também será doado para nações que não terão como comprar o medicamento.

A CureVac é uma empresa europeia que desenvolve uma "classe completamente nova de vacinas baseadas em RNA mensageiro (mRNA), transportado para as células por nanopartículas lipídicas". A que está sendo estudada contra a Covid-19 usa o mesmo processo o que, segundo a empresa, consegue obter a proteção por um processo bioquímico mais simples, já que não precisa de células vivas modificadas.

A indústria já tinha obtido ajuda dos europeus recentemente para desenvolver a imunização, contraindo um empréstimo de 75 milhões de euros com o Banco de Investimento Europeu.

Esse é o quarto acordo de intenção de compra firmado pela Comissão Europeia para garantir milhões de doses de uma vacina candidata contra o novo coronavírus . Anteriormente, foram assinados pactos com a Sanofi/GlaxoSmithKline (GSK), com a Johnson & Johnson e com a AstraZeneca.

    Veja Também

      Mostrar mais