Médico medindo pressão de paciente
Nappy
Último caso de poliomielite no continente africano foi na Nigéria

O vírus da poliomielite, conhecida como paralisia infantil, foi oficialmente erradicado da África, declarou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (25). Esse é o segundo vírus do qual o continente está livre depois da erradição da varíola, que ocorreu a 40 anos.

De acordo com a entidade, o anúncio vem quatro anos após o último caso de poliovírus selvagem, que foi registrado na Nigéria. A erradicação é resultado de um conjunto de ações desempenhadas por vários chefes de Estado do continente, com esforço maior focado principalmente em vacinação da população.

"Essa conquista histórica só foi possível graças à liderança e compromisso de governos, comunidades, parceiros globais de erradicação da pólio e filantropos. Presto homenagem especial aos profissionais de saúde e vacinadores da linha de frente, alguns dos quais perderam suas vidas, por esta nobre causa", disse o Diretor Regional da OMS para a África Matshidiso Moeti.

Apesar da boa notícia, ainda há outra cepa do mesmo vírus, o cVDPV2, derivado da vacina, ainda circula no continente. Por isso, Moeti chama a atenção para a importância da vigilância. "Devemos ficar vigilantes e manter as taxas de vacinação para evitar o ressurgimento do poliovírus selvagem e enfrentar a ameaça contínua da poliomielite derivada da vacina", afirmou o diplomata.

Dezesseis países da África ainda estão enfrentando surtos dessa cepa do vírus da pólio, que costuma se desenvolver em comunidades subimunizadas.

Entre os sintomas mais frequentes da poliomielite estão febre, mal-estar, dores de cabeça, na garganta e no corpo, além de vômitos, diarreia e constipação. Também podem ocorrer espasmos e rigidez na nuca e até meningite, sendo que na foram grave pode causar paralisia dos membros.

A doença ainda pode causar diversas sequelas, como dores nas articulações, crescimento diferente das pernas, osteoporose, paralisia de uma das pernas ou dos músculos da fala, atrofia muscular, hipersensibilidade ao toque e dificuldade de fala.

    Veja Também

      Mostrar mais